Dia C - Ética nas Ciências da Vida INSCRIÇÕES ABERTAS

Ética e sci com

Pavilhão do Conhecimento | 19.30
 

O Dia C é um ciclo de conversas sobre ética nas ciências da vida, organizado pela Ciência Viva e pelo Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV). Decorre na última quinta-feira de cada mês, das 19.30 às 21.00. Em cada sessão um painel de especialistas apresenta um tema actual e controverso. Segue-se um debate entre os especialistas e o público, com o apoio de um moderador.

Entrada gratuita, com inscrição prévia aqui.


 

Dia 26 de Maio | DEBATES ÉTICOS NA COMUNICAÇÃO DE CIÊNCIA

A ciência ocupa um papel singular no mundo moderno, tendo impacto em todas as esferas da vida social. É pois cada vez mais importante a comunicação sobre ciência, a par da reflexão sobre as relações da ciência com os cidadãos.

O foco desta reflexão tem sido a forma como a comunicação de ciência promove a compreensão, aceitação ou o envolvimento do público; no entanto, esta avaliação não se esgota na qualidade técnica e na eficácia da comunicação. O próximo Dia C trata justamente de outro aspecto que não pode ser negligenciado — a forma como deve ser comunicada a ciência, os princípios que devem orientar a comunicação de ciência.

Em debate com o público estarão tópicos como a responsabilidade pela fundamentação das conclusões divulgadas; a precaução perante resultados preliminares, especulações ou afirmações exageradas; a honestidade quanto ao grau de incerteza da investigação; ou a transparência quanto a conflitos de interesses dos cientistas ou comunicadores envolvidos. A quem cabe assegurar o reconhecimento destes valores e o cumprimento destes deveres? De que modo?

 

Os oradores:

António Granado

Granado

António Granado é professor auxiliar na Universidade Nova de Lisboa, onde está desde 2006. É jornalista de ciência há mais de 25 anos. Foi professor de Jornalismo na Universidade de Coimbra entre 1996 e 2006, e fez a maior parte da sua carreira no jornal Público, onde foi jornalista, editor, chefe de redacção e subdirector. Entre Setembro de 2010 e Março de 2014 foi responsável da área multimédia da Direcção de Informação da RTP.

 

António Vaz Carneiro

Carneiro

António Vaz Carneiro é médico especialista em Medicina Interna, Nefrologia e Farmacologia Clínica, e professor na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, onde dirige o Centro de Estudos de Medicina Baseada na Evidência. É investigador clínico com especial interesse nas áreas da investigação secundária (revisões sistemáticas e meta-análises), assim como das metodologias da translação do conhecimento para a prática e dos sistemas de apoio à decisão clínica, de administração/gestão, das políticas de saúde e de aumento da literacia em saúde dos cidadãos. António Vaz Carneiro é Director da Cochrane Portugal.

 

João Lobo Antunes

Antunes

João Lobo Antunes é doutorado em Medicina pela Universidade de Lisboa. Trabalhou no Departamento de Neurocirurgia do New York Neurological Institute, Columbia Presbyterian Medical Center. Foi Fellow da Fundação Fulbright e da Fundação Matheson. Regressou a Portugal como Professor Catedrático de Neurocirurgia da Faculdade de Medicina de Lisboa e é Professor Emérito da Universidade de Lisboa. Mais recentemente foi Presidente do Conselho Consultivo do Programa Gulbenkian Inovar em Saúde; Comissário da conferência Portugal na balança da Europa e do Mundo, Roteiros do Futuro, Casa Civil da Presidência da República; Presidente da Comissão Nacional dos Centros de Referência do Ministério da Saúde; e Conselheiro de Estado por nomeação do Presidente da República. foldable electric scooter

João Lobo Antunes é presidente do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida.

 

Moderadora:

Catarina Ramos

Catarina Ramos

Licenciada em Microbiologia pela Universidade Católica Portuguesa, é doutorada em Ciências Biomédicas pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar e pela Univerità deli Studi di Milano, e mestre em Comunicação de Ciência pela Universidade Nova de Lisboa. Catarina Ramos é directora do Gabinete de Comunicação de Ciência do Programa de Neurociências da Fundação Champalimaud.

 

Não perca as próximas sessões:

Dia 30 de Junho | ÉTICA NO USO E NO ACESSO À ÁGUA

Dia 29 de Setembro | MORTE NEGOCIADA

Dia 27 de Outubro | BIOÉTICA E RELIGIÃO

 

Sessões anteriores:

Dia 28 de Janeiro | PROCRIAÇÃO MEDICAMENTE ASSISTIDA

Dia 25 de Fevereiro | MELHORAMENTO COGNITIVO

Dia 31 de Março | BIOLOGIA SINTÉTICA

Dia 28 de Abril | BIOÉTICA E VACINAÇÃO INFANTIL

 

O Dia C tem como media partner o jornal Público.

 

 

JUSTIÇA E BIOÉTICA, nas suas múltiplas dimensões, foi o tema do Seminário do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida, realizado no dia 20 de maio de 2016, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Este encontro contou com um painel de especialistas portugueses e estrangeiros de renome, assumindo-se como uma ocasião privilegiada para a troca de experiências e o diálogo com a sociedade civil. 

A publicação das atas da conferência será disponibilizada brevemente.

_____________________________________________________________________

 

AUTORIZAÇÃO NO REINO UNIDO DE UM PROJETO DE INVESTIGAÇÃO DE EDIÇÃO DE ADN EM EMBRIÕES HUMANOS - POSIÇÃO DO CNECV

A Comissão de Licenciamento da Autoridade de Fertilização Humana e de Embriologia (Human Fertilization and Embryology Authority -HFEA) do Reino Unido aprovou na passada semana um pedido de uma investigadora do Instituto Francis Crick, com sede em Londres, para renovação da sua licença de investigação e a inclusão da possibilidade de manipulação ou “edição” de genes em embriões humanos, com recurso ao método Crispr-Cas9, uma técnica que permite modificar com elevada precisão as moléculas de ADN em células vivas.

(Ver mais aqui)

 

_______________________________________________

 

CONSELHO NACIONAL DE ÉTICA PARA AS CIÊNCIAS DA VIDA - APRESENTAÇÃO

Ao longo das últimas décadas, os desenvolvimentos médicos e biotecnológicos e as suas implicações no devir social e humano têm clamado por uma tomada de posição sobre quais as aplicações das novas tecnologias que convêm ou não à humanidade. Avassaladores, estes progressos têm o poder de originar uma diferente visão da vida e do próprio Homem e de abrir caminho a profundas mudanças sociais, com  impacto global e que se estenderá às gerações futuras.

Portugal foi um dos primeiros países europeus a sentir a necessidade de um comité de bioética a nível nacional. Criado em 1990 e a funcionar junto da Assembleia da República desde 2009, o Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV) é um órgão consultivo independente, que tem  por missão analisar os problemas éticos suscitados pelos progressos científicos nos domínios da biologia, da medicina ou da saúde em geral e das ciências da vida.

No seu IV Mandato, o CNECV continuou a reflectir com vista à elaboração de Pareceres e documentos de estudo, assegurando a participação do Conselho em grupos de trabalho, seminários, conferências e reuniões de âmbito nacional e internacional. O CNECV procurou igualmente, na esteira de anos anteriores, a sensibilização e o diálogo com a Sociedade Civil, apresentando publicamente as matérias submetidas à sua análise. 

 

Publicações CNECV 

Para um rápido e prático acesso, disponibilizamos agora gratuitamente as publicações do CNECV em formato PDF.

Consulte tudo aqui.

 

Air Max Pas Cher; Hollister Pas Cher; Moncler Outlet